Quinta, 26 de Maio de 2022
28°

Alguma nebulosidade

Goiânia - GO

Brasil Eleções

Pesquisa CNT: Para 82,1%, voto em Bolsonaro é definitivo;

Já 78,1% não mudarão voto em Lula

11/05/2022 às 10h50
Por: Gideone Rosa Fonte: Estadão
Compartilhe:
No caso de Ciro Gomes, 4,3% dos entrevistados votariam nele “com certeza”; 39,5% poderiam votar nele; 48,2% “não votariam de jeito nenhum”.
No caso de Ciro Gomes, 4,3% dos entrevistados votariam nele “com certeza”; 39,5% poderiam votar nele; 48,2% “não votariam de jeito nenhum”.

Por Giordanna Neves e Matheus de Souza

A pesquisa da Confederação Nacional do Transporte (CNT) divulgada nesta terça-feira, 10, mostra que 78,1% dos entrevistados que têm a intenção de votar no ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) dizem que a decisão é definitiva, enquanto 21,9% afirmam que “podem mudar”. Dos eleitores que pretendem votar no presidente Jair Bolsonaro (PL), 82,1% consideram que o voto é definitivo e 17,9% assumem que “podem mudar”.

Quer se manter informado, ter acesso a mais de 60 colunistas e reportagens exclusivas? Assine o Estadão aqui!

No caso de Ciro Gomes (PDT), 51% disseram que a escolha é definitiva, ante 49% que consideram a possibilidade de mudar. Dos entrevistados que têm a intenção de votar em João Doria (PSDB), 34,9% consideram que o voto seja definitivo e 65,1% podem mudar.

Dos eleitores que pretendem votar no presidente Jair Bolsonaro (PL), 82,1% consideram que o voto é definitivo e 17,9% assumem que “podem mudar”. Foto: REUTERS/Adriano Machado Foto: Adriano Machado/Reuters                                                      © Fornecido por Estadão / Dos eleitores que pretendem votar no presidente Jair Bolsonaro (PL), 82,1% consideram que o voto é definitivo e 17,9% assumem que “podem mudar”. Foto: REUTERS/Adriano Machado Foto: Adriano Machado/Reuters

Dos entrevistados, 28,2% disseram que “votariam com certeza” em Bolsonaro; 15,4% “poderiam votar nele”; 53,9% não votariam “de jeito nenhum”. Em relação a Lula, 35% afirmam que “votariam nele com certeza”; 18,6% poderiam votar; 44,1% não votariam de jeito nenhum. No caso de Ciro Gomes, 4,3% dos entrevistados votariam nele “com certeza”; 39,5% poderiam votar nele; 48,2% “não votariam de jeito nenhum”.

Doria é o pré-candidato que acumula maior rejeição, segundo a pesquisa CNT. Dos entrevistados, 68% disseram que não votariam nele “de jeito nenhum”; 19% poderiam votar; e 1,5% votaria “com certeza”.

A senadora Simone Tebet (MDB) tem o maior nível de desconhecimento. Segundo a pesquisa, 48,5% dos entrevistados disseram que não a conhecem; 37,5% não votariam “de jeito nenhum”; 10,4% poderiam votar na senadora; e 1,2% votaria nela “com certeza”.

No levantamento, foram entrevistadas 2.002 pessoas entre os dias 4 a 7 de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos porcentuais, para mais ou para menos, e o nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada na Justiça Eleitoral sob número BR-05757|2022.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias