Quinta, 26 de Maio de 2022
28°

Alguma nebulosidade

Goiânia - GO

Cidades Tragédia

Presidente do Crea-RJ fala sobre a tragédia em Petrópolis

E anuncia amplo debate sobre planejamento urbano e habitação popular

17/02/2022 às 08h57
Por: Gideone Rosa Fonte: Goiás Press/JN
Compartilhe:
A Prefeitura de Petrópolis e o Corpo de Bombeiros informaram no início da tarde desta quarta-feira (16) que subiu para 54 o número de mortos. / Foto: Reprodução
A Prefeitura de Petrópolis e o Corpo de Bombeiros informaram no início da tarde desta quarta-feira (16) que subiu para 54 o número de mortos. / Foto: Reprodução

Diante da nova tragédia ocorrida nesta terça-feira (15) em Petrópolis, o presidente do Conselho Regional de Engenharia (Crea-RJ), Luiz Cosenza, falou hoje sobre a proposta que fará à Prefeitura de Petrópolis para a realização de um amplo debate sobre planejamento urbano, a fim de evitar novas tragédias nos morros e encostas, não só na Cidade Imperial, mas em toda a Região Serrana.

“Nós entendemos que tem que existir um projeto nacional de habitação popular. Ninguém mora em área de risco porque quer, é a solução que eles encontram. Pretendemos fazer um grande debate em Petrópolis, junto com a Prefeitura de Petrópolis, com a participação de especialistas das áreas de engenharia civil, de geologia, para a gente discutir soluções urgentes para essa questão da moradia. Para isso, é necessária a presença também de representantes do Governo Federal. É preciso fazer um grande projeto de habitação popular”, diz o presidente do Crea-RJ.

Presidente do Crea-RJ fala sobre a tragédia em Petrópolis e anuncia proposta de amplo debate sobre planejamento urbano e habitação popular                           Presidente do Conselho Regional de Engenharia (Crea-RJ), Luiz Cosenza

Cosenza informou que o Crea-RJ pode e deve ajudar, tanto Petrópolis quanto outras prefeituras da região serrana, nesse debate, e fará isso assim que passar esse pior momento da tragédia, conversando também com a população, inclusive moradores das áreas de risco e moradores de rua que não têm condições de moradia.

A Prefeitura de Petrópolis e o Corpo de Bombeiros informaram no início da tarde desta quarta-feira (16) que subiu para 54 o número de mortos após a forte tempestade desta terça-feira. O Corpo de Bombeiros ainda não tem ideia do número total de desaparecidos.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias